segunda-feira, 21 de outubro de 2013

I'm back, bitches

     Sim, não me deixei abalar pelo microorganismo maligno que ora habitava meu ser e retornei do limbo do bem estar para a ascender novamente bem, saudável, loira e rica.
     Dicas que deixo nessa convalescência pra quendo estiver doente:
1 - Não se jogue. Por mais que a vontade seja chorar e pedir coisas pra todo mundo em casa (ou reclamar no telefone quando estiver longe), não faça isso. Faça coisas. Se der pra ir trabalhar, trabalhe. Houve momentos em que eu quase me arrependi de ter ido, mas digo que valeu muito a pena. Estava mal, mas dei minhas aulas com todo carinho e capricho e isso me orgulhou e me ensinou muito - sobre mim, sobre dar aulas, sobre muita coisa. Ou seja: faça coisas.

2 - Carregue lenço de papel na bolsa, ou mesmo um rolo de papel higiênico se sua doença for do tipo respiratória. Carregue provisões prevendo falhas no sistema, se é que me entendem.

3 - Beba água. Essa vale pra qualquer momento da vida, mas a gente tem que lembrar que a água é o elemento em maior abundância do nosso sistema, além de lubrificar, resfriar e carregar as coisa ruim embora. Em caso de muita perda de líquidos e nutrientes (aka ficar presa no banheiro), reponha com soro - caseiro ou os de farmácia, aqueles de diluir na água ou de tomar na garrafinha. Muito mais que água, nesse caso, você precisa de repor outras coisas que se perde nos problemas digestórios.

4 - Coma. Claro que ficar doente faz com que a gente não queira nem ver nem mesmo batata frita, mas seu corpo precisa lutar contra uma doença, ele precisa de combustível. Escolha coisas apropriadas (geralmente frutas e legumes são universais, exceto no caso 3, em que se deve comer alimentos constipantes) e faça uma força, mas sempre respeitando os limites do seu corpo - os instintos devem ser observados, eles estão diretamente ligados ao funcionamento do nosso corpo e são muito, muito inteligentes e mascarados pela nossa dita "civilização". Na dúvida do que te fez mal? Vai repassando na cabeça o que você comeu. Na lembrança daquela comida que te der uma náusea, pode saber que acertou - seu corpo sabe melhor que você.

5 - Não se auto medique. Isso é muito importante. Eu poderia ter lascado um antibiótico na primeira febre e uma dipirona na primeira dor de cabeça, mas sintomas são ouro: são eles que te dizem o que pode estar acontecendo com você. Tomar remédio por conta própria quase sempre vai significar desastre porque cada doença tem sua evolução e na maioria das vezes devemos esperar para ver qual vai ser. No caso de uma doença viral, por exemplo, não há o que tomar; e aí se você toma antibiótico? Vá ao médico.

6 - Lembre-se: vai passar. :)

Tamos aí, em pé sem cair, deitado sem dormir, sentado sem cochilar, fazendo pose.


Nenhum comentário:

Postar um comentário