terça-feira, 10 de setembro de 2013

Panquecas coloridas

     Nem sempre é moleza acrescentar os nutrientes necessários no prato de comida de todo dia. Ao mesmo tempo, nem sempre é moleza se divertir cozinhando/ comendo - e quem achar que diversão e comida tem nada a ver, aperta o x ali em cima, faz favor.
     Por isso que fazer essas panquecas foi uma coisa muito divertida, comer também. Além de amar massas de todo tipo, aqui em casa, desde criança, assisti na facção das panquecas de domingo, que quase sempre tinham recheio de um molho bem grossinho de carne moída. Até então era a receitinha básica, mas I took it to the next level.
    Quer ver que lindo? São panquecas de massa colorida. Nada de invenções de "caldos" (que de caldos não têm nada, são química pura, maligna, cancerígena, etc - já me mandou pro hospital, sério), nada de óleo besuntando. Só um copo de leite, um ovo, um copo de farinha, uma pitada de fermento. :)
     Pra colorir, nada artificial: pra fazer as panquecas roxas (ou rosas, dependendo da quantidade), usa-se beterraba. Pras verdes, rúcula/ couve. Pras laranjas (não fiz), cenoura.
     Nessas que fiz, a receita é:
1 - Bata no liquidificador um copo de leite, um ovo e meia beterraba média até dissolvê-la; Para as verdes: um punhado do tamanho da palma da mão de rúcula e duas pitadas boas de orégano; Para as laranjas, meia cenoura média.
2 - Acrescente um copo de farinha, uma pitada pequena de fermento e muito pouco - muito pouco mesmo sal. Eu nem usei. Olhaí a verde:

3 - Esquente bem uma frigideira antiaderente e coloque um fio de azeite. Com uma concha grande, meça uma quantidade de acordo com o tamanho da sua frigideira e sua preferência de "grossura" da panqueca. Eu usei 3/4 de uma concha grande de sopa pra cada panqueca.


4 - Se você nunca fez panqueca, calm down. É fácil. Assista esse vídeo a partir dos 0:50 e ignore a virada no ar. O que fazer pra assar dos dois lados - você viu no vídeo que a massa começa a firmar bem rápido, né? Já que sua frigideira vai estar untada, sua massa não vai grudar; você pega uma espátula de bambu/ madeira/ plástico própria para cozinha e vai passando entre a panqueca e a frigideira, como se estivesse passando a mão debaixo de um cobertor procurando alguma coisa (imagem poética), de modo circular. Assim, quando firmar bem, você pode usar a própria espátula para virar de um jeito seguro. Com as panquecas coloridas eu acho que não fica tão bonito fritar por igual dos dois lados porque o contato com a frigideira muda a coloração e a textura. Deixe assar bem de um lado e só alguns segundo do outro, deixando este lado menos "assado" por fora, fica mais bonito na apresentação.

Este lado ficou mais assado, deixei por dentro

Sei que tem muita descrição, mas jooro que é muito fácil e faz uma vista danada pruzoto. Mo comeu, sei lá, umas 5 e disse que não ficou com aquela sensação de empazinamento, ou seja, a massa fica levinha também - além de vitaminada. Se você tem crianças em casa, aconselho demais: é mais um jeito de dar um boost de nutrientes na comida delas. Pra Ísis vou falar que a panqueca rosa é das Princesas e a verde é do Shrek. Podem julgar. O recheio eu fiz com 500 gramas de frango desfiado refogado no alho e cebola picadinhos. Acrescentei molho de tomate e  leite.

Olhaí e me diz se não dá vontade:


Nenhum comentário:

Postar um comentário